10 vantagens da agricultura biológica

Agricultura biológica
Créditos Imagem
Licença: 
CC Attribution 2.0

A agricultura biológica substitui os fertilizantes químicos e os pesticidas, recuperando técnicas e produtos naturais. Defendida por muitos e criticada por alguns, a agricultura biológica apresenta-se como uma resposta sustentável a longo prazo. Neste artigo vamos conhecer 10 vantagens da agricultura biológica.

1. Maior necessidade de mão-de-obra

O facto de a agricultura biológica empregar meios tradicionais resulta numa maior procura de mão-de-obra em relação por exemplo à agricultura industrializada. Para as comunidades este é um fator muito vantajoso, uma vez que se criam postos de trabalho capazes de ajudar a escoar a mão-de-obra local. Criar empregos e ajudar na sustentabilidade de várias famílias é uma das vantagens da agricultura biológica.

2. Dignificação do fator humano

Numa sociedade em que raras vezes se dá valor a quem está por detrás daquilo que consumimos, a agricultura biológica vem permitir uma maior dignificação do fator humano, relegando importância máxima às pessoas que trabalham a terra bem como à sabedoria que têm para partilhar.
Noutras formas mais modernas de agricultura o fator humano é ultrapassado pela tecnologia, e a intervenção do agricultor limita-se a ser orientadora e pouco determinante. Na agricultura biológica devolve-se ao ser humano o lugar de destaque na forma como as culturas são escolhidas, incrementadas e exploradas.

3. Preservação de técnicas e culturas tradicionais

Na agricultura para principiantes, como em tantas outras atividades, a tradição perde-se com o passar do tempo. Novas técnicas e novos produtos vão surgindo e afastando as formas mais antigas de trabalhar a terra. Um dos aspetos muito positivos da agricultura biológica é que se preocupa em aproveitar o que de melhor há nas tradições locais.
Manter os ensinamentos ancestrais, aproveitar a sabedoria que vem da experiência é algo que ajuda a conservar as características de cada região e por consequência a identidade de cada país.

4. Cuidado com o ambiente

Uma vez que não recorre ao uso de fertilizantes químicos ou pesticidas industriais, a agricultura biológica é muito mais amiga do ambiente. Não só as águas subterrâneas como os poços e furos são poupados de contaminações, como o próprio ar que se respira se torna mais saudável quando se põem de lado os produtos químicos na agricultura.
Agora que a consciência da maioria das pessoas parece finalmente ter despertado para a necessidade imperiosa de proteger o que nos resta do nosso ambiente e da nossa atmosfera, a agricultura biológica é uma forma acertada de cada agricultor dar o seu contributo individual para um bem que é de todos.

5. Respeito pelas espécies animais

Os pesticidas eliminam os insetos e as pragas indesejáveis que prejudicam a agricultura. No entanto esses mesmos produtos químicos são igualmente nocivos, e podem até ser mortais para outras espécies animais que inadvertidamente mantenham contacto com a sua toxicidade.
Cães, gatos, aves de capoeira e outros animais domésticos ou selvagens podem comer /beber alimentos ou águas residuais contaminados com produtos químicos empregues na agricultura. A agricultura biológica garante um maior respeito pela integridade da natureza e das suas espécies, conseguindo ainda assim livrar-se de pragas e infestações empregando meios naturais.

6. Alimentos mais saudáveis

Os alimentos cultivados através da agricultura biológica são mais saudáveis do que os produtos conseguidos à base de adubos e outros produtos químicos. Sendo cultivados em solos adubados naturalmente, e tendo oportunidade de crescer de forma saudável os produtos biológicos conseguem desenvolver em toda a sua plenitude as características com que a natureza os dotou. Desse crescimento natural resulta o potenciar das vitaminas, nutrientes e outros constituintes que tão preciosos são para a saúde da raça humana.

7. Maior sabor nos produtos

É de opinião quase generalizada que a agricultura biológica dá origem a alimentos mais saborosos. O paladar genuíno dos alimentos agrícolas ou frutícolas é preservado ao não lhes serem adicionados adubos ou fertilizantes, o que aumenta o prazer na hora de comer.
Também para quem tem crianças os alimentos biológicos apresentam vantagens, porque ao serem mais apaladados e saborosos, são mais fáceis de agradar aos pequenos consumidores que tantas vezes se recusam a consumir vegetais, frutas e legumes.

8. Aposta no futuro

A agricultura biológica é uma aposta no futuro. A forma natural de conduzir esta agricultura é um investimento a longo prazo na qualidade de vida das comunidades, e até do próprio planeta. As gerações vindouras encontrarão um muito melhor planeta se os produtos químicos tóxicos e nocivos forem eliminados ou pelo menos drasticamente reduzidos na agricultura ou nas hortas comunitárias.
Uma das vantagens da agricultura biológica é que permite às gerações de hoje fazerem algo em benefício do futuro da casa de todos nós, o planeta Terra.

9. Mantém os solos férteis

A qualidade e a fertilidade dos solos são asseguradas com a prática da agricultura biológica que não agride nem esgota os terrenos onde se instala. Devido aos fertilizantes naturais e aos tratamentos não agressivos que emprega, a agricultura biológica respeita os solos e potencia a sua fertilidade deixando-os mais produtivos e ricos do que antes.

10. Garantia de qualidade

Os produtos oriundos da agricultura biológica trazem consigo o certificado de qualidade. Não é por privilegiar os saberes tradicionais, e as técnicas naturais de adubagem e tratamento que a agricultura biológica é deixada ao acaso e entregue à sua sorte.
Antes pelo contrário, os agricultores biológicos são pessoas conscientes da necessidade de produzirem alimentos saudáveis e dentro das normas de conformidade que lhes permita uma comercialização fácil dos seus produtos. Por isso existe um acompanhamento rigoroso a nível de fiscalização técnica sanitária que garante que os alimentos produzidos estão devidamente autorizados ao consumo humano, e que respeitam os requisitos impostos por lei.

Embora não reúna consensos, a agricultura biológica apresenta de facto grandes vantagens que não se esgotam numa exposição rápida sobre o assunto. É preciso conhecer a fundo o tema, conversar com agricultores envolvidos nesta prática, escutar opiniões favoráveis e desfavoráveis, e pesquisar bastante por conta própria antes de se poder formular uma opinião abalizada sobre o tema. No entanto apresenta-se como um dado adquirido a certeza de que a agricultura biológica é uma forma mais saudável de nos relacionarmos com a terra e com os produtos que ela nos dá.

A sua votação: